in

Caminhar estimula funções do cérebro e ajuda a ter boa memória




Anúncios:

Ir à academia, dar uma corrida ou fazer qualquer outro exercício físico que faça suar a camisa até 4 horas depois de estudar é capaz de consolidar a memória, melhorando a aprendizagem. Acredita-se que esta melhora da memória esteja ligada ao aumento da circulação sanguínea cerebral e ao aumento da produção de catecolaminas que são proporcionados pelos exercícios. No entanto, não é qualquer exercício físico que possui este benefício, porque é preciso um treino intenso por pelo menos 30 minutos.

O ideal é um treino com 80% da frequência cardíaca máxima que deve ser orientado por um treinador, mas você também pode fazer uma caminhada intensa por meia hora diariamente, após os estudos para alcançar este benefício. Mas lembre-se que é preciso acelerar o batimento cardíaco com o exercício e por isso ir ao shopping não conta como caminhada.

Normalmente, a memória reduz após os 50 anos devido ao processo natural de envelhecimento que faz com que o hipocampo, que é a parte do cérebro responsável pela memória, diminua. Porém, com apenas 40 minutos de caminhada por dia, 3 vezes por semana, é possível evitar a diminuição do hipocampo e até mesmo promover o seu crescimento, o que também melhora a memória.

Estratégias para melhorar a memória enquanto faz exercício
Para aprimorar ainda mais a memória e lembrar de tudo o que estudou você pode:


Anúncios

1. Conte uma história
Experimente caminhar ou correr com um amigo e conte como foi o seu dia ou até mesmo dizer exatamente tudo o que você viu na novela, num filme ou numa série, tentando contar também os detalhes e os nomes de cada personagem. Mas se você estiver estudando para uma prova, tente ensinar ao seu amigo, tudo o que você já sabe.

2. Aprenda as letras das músicas

Se você não tem companhia e vai ter que correr ou caminhar sozinho, tente decorar as letras das músicas que ouve e se a música não estiver em português, tente traduzir mentalmente.

3. Pense em uma coisa de cada vez
Quando estamos com a cabeça cheia e nem conseguimos nos concentrar direito pode ser preciso focar a atenção em apenas um problema e tentar encontrar soluções para ele e se optar por não tomar nenhuma decisão, colocar este problema de lado e não voltar a pensar nele, dando espaço para outro pensamento.

Assim, se durante a atividade física você se sente mentalmente cansado e não consegue colocar em prática as duas primeiras dicas, experimente focar a mente em apenas um assunto, que pode ser por exemplo, prestar atenção na sua respiração e nos movimentos do peito quando o ar entra e sai dos pulmões. Essa estratégia também ajuda a melhorar a memória porque libera o excesso de estresse relacionado a uma cabeça cheia de problemas e preocupações.

Além disso, para não esquecer de nada e não ter medo de sofrer de Alzheimer, também é recomendado fazer diariamente jogos que estimulam o cérebro como Sudoku, palavras cruzadas ou caça palavras, pois a mente torna-se mais ativa, facilitando as conexões entre os neurônios, ativando a memória.


Anúncios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Atenção: se tiver algum destes sintomas, você pode estar com diabetes

10 sinais de deficiência de vitamina B12 que não pode ignorar