in

Atenção: se tiver algum destes sintomas, você pode estar com diabetes




Anúncios:

O sintomas da diabetes tipo 1 em crianças e adolescentes surgem de forma repentina, podendo ser percebida quando a criança se sente muito cansada frequentemente, tem muita fome e perde peso de uma hora para outra. No caso da diabetes do tipo 2, os sintomas surgem, muitas vezes, devido à alimentação inadequada da criança e do adolescente, o que resulta em muita sede, muita vontade de ir ao banheiro, além do escurecimento de dobras, como a da axila e do pescoço, por exemplo.

A melhor forma de diagnosticar a diabetes é por meio de exames de sangue que avaliam a quantidade de açúcar circulante, como a avaliação da glicose em jejum, hemoglobina glicada e o TOTG, por exemplo.

Primeiros sintomas da diabetes na criança e no adolescente
Os sinais e sintomas que a criança pode manifestar e que levam os pais a desconfiarem de diabetes podem ser:

Cansaço frequente, falta de energia para brincar, muito sono, preguiça;
A criança pode comer bem, mas mesmo assim começar a emagrecer de forma repentina;
A criança pode acordar para fazer xixi à noite ou voltar a fazer xixi na cama;
Muita sede, mesmo nos dias mais frios, mas a boca permanece seca;
Apresenta irritabilidade ou falta de disposição para realizar as atividades do dia-a-dia, além de diminuição do rendimento escolar;
Muita fome;
Formigamento ou câimbras nos membros;
Dificuldade para cicatrizar feridas.
Além disso, a criança ou o adolescente pode apresentar várias infecções fúngicas em pouco tempo e até mesmo escurecimento de das dobras, principalmente do pescoço e da axila. Assim, quando os pais notarem qualquer sintoma que possa estar relacionado à diabetes, é importante levar a criança ou o adolescente ao pediatra para que sejam solicitados exames que possam confirmar a diabetes.


Anúncios

Diabetes no adulto
No adulto, os sintomas da diabetes tipo 2 normalmente estão relacionados com as complicações da doença, como por exemplo dificuldade para enxergar, dor e formigamento pelo corpo, problemas renais, má circulação e disfunção erétil. É comum que a diabetes tipo 2 permaneça silenciosa por 10 a 15 anos, podendo nesse período a glicose em jejum permanecer normal, por exemplo.

Assim, quem tem casos de diabetes na família, é sedentário ou está acima do peso, precisa ser monitorado periodicamente para avaliar os níveis de glicose por meio do exame da glicemia em jejum, exame da picada do dedo e hemoglobina glicada, por exemplo.

Como é feito o diagnóstico
A diabetes pode ser diagnosticada por meio de alguns sintomas, como por exemplo:

Teste da picada do dedo: Normal até 200 mg/dL a qualquer hora do dia;
Exame de sangue da glicose com jejum de 8 horas: Normal até 99 mg/dL;
Teste de tolerância à glicose: Normal até 140 mg/dL 2 horas após o exame e 199 mg/dL até 4 horas;
Hemoglobina glicada: Normal até 5,7%.
Todos as pessoas devem fazer pelo menos 1 destes exames 1 vez ao ano para saber se a taxa de açúcar no sangue está alta. Qualquer pessoa, de qualquer idade pode ter diabetes tipo 2, mesmo sem casos na família, mas as chances aumentam quando há má alimentação e sedentarismo.

Como tratar a diabetes
O tratamento da diabetes é feito principalmente por meio do controle da alimentação, regulando a quantidade de carboidratos que a criança consome durante o dia, sendo por isso importante o acompanhamento de um nutricionista. Além disso, pode ser recomendado pelo o endocrinologista o uso de medicamentos, no entanto essa indicação é mais frequente para adultos.

No caso das crianças e adolescentes, a diabetes pode ser facilmente controlada por meio da alimentação e prática regular de exercícios físicos.


Anúncios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Exercícios faciais para evitar a flacidez e as rugas precoces

Caminhar estimula funções do cérebro e ajuda a ter boa memória