in

Aprenda a aliviar os sintomas da cartilagem deteriorada




Anúncios:

A cartilagem é um tecido flexível presente em diversas partes do nosso corpo que reveste a superfície dos ossos, especialmente próximo das articulações. No nosso dia a dia, as cartilagens que mais frequentemente sofrem danos e lesões são as dos joelhos e dos quadris, e elas são essenciais para a nossa mobilidade.

Como amenizar as dores do desgaste na cartilagem de forma natural
Segundo muitos adeptos de tratamentos alternativos, a lisina é um nutriente muito importante e decisivo no alívio dos sintomas causados pela cartilagem danificada. Quando é preciso reforçar a cartilagem, especialmente dos joelhos e quadris, é recomendado aumentar o consumo desse nutriente com base na alimentação. A lisina está presente em diversos alimentos que encontramos facilmente nos supermercados como:

Nozes, amêndoas e passas;
Figo;
Ovos de galinha (de preferência das galinhas criadas de forma natural);
Bacalhau;
Gelatina sem sabor;
Levedura de cerveja.
Outros nutrientes que contribuem para a regeneração da cartilagem

Além da lisina, outros nutrientes também podem contribuir para a recuperação da cartilagem, veja quais são e como consumi-los.

Vitamina C – ela estimula a produção de colágeno, o que é extremamente importante para a saúde de ligamentos e tendões. Você pode encontrar vitamina C em diversos vegetais como batata, alface, pimentão, cebola, laranja, limão, uva, acerola e amora.

Vitamina D – importante para a manutenção da saúde da cartilagem, a vitamina D pode ser absorvida pelo contato com a luz do sol. Recomenda-se a exposição ao sol antes das 10h e após as 16h.

Dica: no verão, não deixe de ver o índice de raios ultravioleta (UV) na previsão do tempo antes de tomar sol.


Anúncios

Gelatina – gelatina de novo? Sim, além da lisina, a gelatina é também rica em colágeno, e possui 10 aminoácidos essenciais. A quantidade ideal de gelatina a ser ingerida é de 5 a 10 gramas por dia. A melhor forma de ingestão para aproveitar bem todos os nutrientes é da seguinte maneira:

Ingredientes:

Gelatina incolor: 2 colheres de chá;
Água: 1/4 de xícara de chá, fria.
Modo de preparo:

1. Misture os dois ingredientes;

2. Deixe essa solução fora da geladeira descansando durante toda a noite – ela vai virar uma geleia;

3. Pela manhã, consuma essa geléia de estômago vazio;

4. Se quiser melhorar o sabor, pode colocar um pouquinho de limão e/ou mel.

Esse tratamento pode ser feito durante 30 dias. Para repetir, é preciso esperar mais seis meses.

Cloreto de magnésio – é outro nutriente importante para a boa saúde da cartilagem, mas que precisa ser tomado com cuidado. O cloreto de magnésio é contraindicado em casos de diarréia e de insuficiência renal. Além disso, seu consumo não pode ser excessivo, pois há o risco de causar náuseas, vômitos, diarreia e desconforto abdominal. Em doses corretas, o magnésio pode ser um forte aliado no alívio dos sintomas causados pelo desgaste da cartilagem.

Para usar o cloreto de magnésio para esse fim, basta despejar um pacotinho de magnésio (de 33 gramas) em um litro de água, mexer bem e manter na geladeira. Tome 50 ml (equivalente a um copinho de café) por dia.

As dicas deste artigo não substituem a consulta ao médico. Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado. E para obter os resultados mencionados também é preciso aliar a uma vida e alimentação saudável e equilibrada.


Anúncios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Os melhores 5 cremes caseiros para rugas profundas

8 interessantes usos da casca de banana